×
Compartilhar Inscreva-se

É correto excluir a carne vermelha da alimentação? Confira o que os especialistas dizem!

Entre os assuntos mais polêmicos quando o foco é a alimentação saudável, está a divisão de opiniões sobre os benefícios e malefícios da carne vermelha.

A primeira informação que os especialistas ressaltam é que retirar qualquer alimento que seja – em especial, a carne vermelha – é um erro cometido por muitas pessoas. O principal argumento que sustenta essa afirmação é o fato de que cada organismo tem suas necessidades e, por isso, é essencial que um profissional faça a avaliação para saber quais as principais carências energéticas do indivíduo.

A carne vermelha, em específico, é fonte de todas as proteínas e os aminoácidos essenciais para o nosso corpo. Ela não tem um substituto único e contém vitaminas que não são encontradas em nenhum outro alimento. Por isso, as pessoas devem pensar duas vezes antes de cortá-la da dieta.

carne-vermelha-01

O que a carne vermelha tem de bom?

Além do sabor incomparável de um bom corte, a carne vermelha contém inúmeros nutrientes que, se forem consumidos na medida certa, são importantes para o bom funcionamento do organismo.

As proteínas presentes nesse alimento desempenham um papel de destaque na alimentação diária. Elas contêm os nove aminoácidos essenciais.

Em números, significa dizer que 100 gramas de carne magra contém aproximadamente de 20 a 30 gramas de proteína e isso representa 50% das necessidades diárias de um ser humano adulto.

Aos praticantes de atividades físicas, vale o recado: cortar a carne vermelha pode não ser tão boa ideia quanto parece.

Ela é fonte de diversos nutrientes que melhoram o desempenho muscular, como a mioglunulina – que promove o transporte de oxigênio para os músculos -, o ácido linoleico – que ajuda a perder peso e promove a perda de gordura – e a creatina, que ajuda a restaurar ATP após o esforço muscular.

Quais os cortes magros mais indicados?

A escolha do corte também influencia diretamente na absorção dos nutrientes. Por isso, abaixo, você confere uma relação de tipo de corte magro e as respectivas quantidades de gordura em cada um deles.

• Patinho: 7 gramas de gordura
Maminha: 7 gramas de gordura
• Músculo: 7 gramas de gordura
• Lagarto: 9 gramas de gordura
• Filé mignon: 9 gramas de gordura
• Coxão duro: 9 gramas de gordura
• Coxão mole: 9 gramas de gordura

Equilibrando alimentação saudável e a prática frequente de atividades físicas, é possível comer bem sem restringir alguns tipos de alimento.

Com informações do portal Minha Vida

Confira também: Conheça as diferenças entre os pontos da carne vermelha.

Compartilhe

© Copyright • Frigorífico Arvoredo •
Política de privacidade • Dev by 2op