jan 18
Costela bovina: o que você precisa saber para escolher o pedaço certo para o seu churrasco

Costela bovina: o que você precisa saber para escolher o pedaço certo para o seu churrasco

Que o churrasco é a preferência unânime, ninguém pode negar! Mas, é verdade que cada um tem suas particularidades, seja no preparo, no tempero, nos acompanhamentos e, é claro, na escolha do corte. 

Nesse último item, há opções para todos os gostos: picanha, contrafilé, alcatra, fraldinha e, é claro, a costela. A costela bovina já ganhou o coração dos churrasqueiros de plantão pelo seu sabor e sua suculência quando preparada de forma correta.

Por isso, hoje, esse corte é a estrela do nosso post e a gente compartilha com você dicas de como escolher a costela bovina para que seu churrasco seja um sucesso. Vamos lá?

Cor e odor

Como qualquer carne, a cor, literalmente, avermelhada indica que a carne é fresca e possivelmente ficará muito mais saborosa no preparo. É super importante ficar atento a dois sinais: gordura com tom amarelo ou cinza e a carne marrom possivelmente são bois velhos; e aí, a qualidade da carne diminui drasticamente.

Além do aspecto visual, o cheiro da carne também é um indicativo de sua qualidade. Para quem já conhece e compra carne com frequência, aquele odor característico e fresco são indícios de costela nova (e suculenta).

Elasticidade e espessura dos ossos

Quando for ao açougue ou supermercado comprar a costela bovina para o churrasco, peça ao açougueiro para, com o dedo indicador, pressionar a costela na parte da carne. Observe o seguinte detalhe: se, ao apertar, estiver macio e retornar rapidamente à posição inicial, é um sinal de carne de qualidade.

Quanto aos ossos, dê preferência à costela com ossos mais finos e menores, os quais, geralmente, são indicativos de boi novo (e, portanto, carne nova e saborosa).

Veja também:

cta-guia-cortes-bovinos

Tipos de costela bovina: Ripa e Ponta de Agulha

Além de estar atento aos sinais para escolher uma costela bovina de qualidade, é super importante também saber os tipos de costela que você pode encontrar. Também conhecida como “minga”, a ponta de agulha é um corte que vem da parte posterior da caixa torácica, ficando bem próxima ao filé mignon. É um pedaço de carne mais grosso, com mais cartilagem e ossos mais finos.

A costela ripa, por sua vez, fica na parte anterior da caixa torácica. Tem ossos maiores, pouca gordura, sendo, portanto, mais seca. 

Independente da opção que você escolher, vale lembrar que a costela bovina tem um tempo de preparo mais longo. No caso do churrasco, por exemplo, esse corte deve ser colocado, no início, com os ossos para baixo. Vale lembrar também que, depois de pronta, a costela costuma reduzir em até 30% do seu peso inicial (tá em dúvida sobre como calcular a quantidade de carne para um churrasco? Então, clique aqui e saiba tudo).

Deu até vontade de reunir a família e preparar aquele churrasquinho de verão, não é mesmo? Para você ficar ligado em nossos conteúdos e dicas exclusivos, siga a gente no Facebook e no Instagram

Alguns dos gifs deste post foram retirados do Giphy, caso um seja de sua autoria, entre em contato conosco para darmos os devidos créditos ou retirarmos da publicação. 

Frigorífico Arvoredo

Frigorífico Arvoredo

O Frigorífico Arvoredo conta com uma linha completa de carnes saborosas, macias, suculentas e de qualidade para garantir a sua satisfação e oferecer o melhor a quem você ama.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *