×
Compartilhar Inscreva-se

Aprenda como fazer os cortes do filé mignon

como cortar o filé mignon

Quando falamos em carne com suculência, sem dúvidas, os cortes do filé mignon estão no topo dessa lista. Sua maciez faz com que ela dê sabor a diversos preparos, criando pratos que são uma verdadeira experiência gastronômica. 

Mas, para obter o máximo dessa peça, é essencial saber como cortar o filé mignon. Sim! Há maneiras de fazer o corte que influenciam diretamente na qualidade da carne. 

Aqui, você vai encontrar todas as informações sobre o filé mignon e sobre como cortar essa peça da forma certa. Continue a leitura, aprenda e prepare receitas incríveis para saborear!

Conhecendo o Filé Mignon

O filé mignon é um corte de carne bovina altamente valorizado por sua maciez e sabor suave. Ele é retirado da parte traseira do boi, especificamente da região lombar, e é considerado um dos cortes mais nobres e caros de carne devido à sua qualidade.

O filé mignon tem algumas características bem marcantes, entre elas:

Maciez: o filé mignon é conhecido por sua extrema maciez. Isso ocorre porque é um músculo pouco exercitado, localizado na área interna da coluna vertebral do boi, o que resulta em uma textura suave e fácil de cortar.

Sabor suave: é um corte relativamente suave em comparação a outros cortes de carne bovina. Essa característica torna-o popular entre aqueles que preferem um perfil de sabor menos intenso.

Baixo teor de gordura: o filé mignon possui uma quantidade relativamente baixa de gordura intramuscular, o que contribui para sua maciez e suculência.

Tamanho e forma: é um corte cilíndrico e estreito que se estende ao longo da coluna vertebral do animal. É geralmente mais estreito em uma extremidade e mais largo na outra. Os cortes individuais são relativamente pequenos em comparação com outros cortes maiores, como o contrafilé ou a picanha.

Versatilidade culinária: devido à sua textura macia e sabor suave, o filé mignon é muito versátil na culinária. Pode ser grelhado, assado, frito ou usado em receitas como o famoso “filé mignon ao molho madeira”. É comum também ser utilizado para preparar pratos mais requintados e especiais.

Preparação adequada 

Exatamente por sua flexibilidade de uso, os cortes de filé mignon requerem alguns cuidados em sua preparação, para garantir que ele absorva o máximo de sabor e realmente seja a estrela do prato que você vai fazer. 

Apesar de ser uma carne com pouca gordura, o filé mignon pode vir com finas membranas de gordura, assim, é indicado retirá-las por completo, deixando o corte “puro”. Quanto mais carne efetivamente o pedaço de filé mignon tiver, melhor será o sabor. 

Outro ponto que deve ser observado é sobre o “descanso” do corte antes do preparo. Sugere-se que o filé mignon fique em temperatura ambiente por cerca de 30 minutos antes de iniciar a receita. 

O objetivo de deixar a carne em temperatura ambiente que, ao fritar ou assar, a carne fique com a camada de caramelização – aquele tostadinho. Vale também lembrar que se for fritar a porção de filé mignon, faça com a frigideira bem quente, para evitar que a peça solte água. 

Utensílios necessários para cortar o Filé Mignon 

Agora que você sabe o que fazer antes de iniciar o preparo, vamos falar sobre os utensílios necessários para porcionar o filé mignon corretamente. Ao utilizar os utensílios corretos, você garante cortes precisos.

Uma faca bem afiada é essencial para cortar o filé mignon. Ela possui uma lâmina longa e afiada, que facilita cortes limpos e uniformes. Caso seja necessário remover qualquer cartilagem ou gordura extra do filé mignon, uma faca de desossar pode ser útil. Ela possui uma lâmina estreita e pontiaguda, projetada para tarefas mais precisas.

Independentemente do tipo de faca que você escolher para cortar o filé mignon, é importante manter suas facas afiadas. Um afiador de facas garantirá que suas lâminas estejam sempre prontas para cortar com eficiência e segurança.

Utilize também uma tábua de corte resistente e de qualidade para apoiar o filé mignon enquanto faz os cortes. Uma tábua de madeira ou plástico de boa qualidade é uma escolha segura.

Se quiser levar sua experiência a um nível ainda mais elevado, conte com as garras de carne, que são úteis para segurar o filé mignon enquanto você corta, especialmente quando ele está quente. Elas ajudam a evitar que você se queime e facilitam o manuseio da carne.

Tipos de corte do Filé Mignon 

Existem vários tipos de cortes que podem ser feitos no filé mignon, dependendo da preparação culinária desejada e da apresentação final do prato. 

1. Medalhão

São cortes mais grossos do filé mignon, normalmente com cerca de 4 a 5 centímetros de espessura. Eles são frequentemente grelhados ou selados em frigideira e podem ser servidos com molhos diversos.

2. Tornedor

São cortes cilíndricos do filé mignon, geralmente com cerca de 2 a 3 centímetros de espessura. Eles são frequentemente usados para preparar pratos como o “Tournedos Rossini”, em que são grelhados e servidos com foie gras e molho trufado.

3. Chateaubriand

Trata-se de um corte mais amplo do filé mignon, geralmente retirado do centro da peça. É uma opção para porções maiores e pode ser preparado grelhado ou assado.

4. Filé Mignon Wellington

Neste preparo, o filé mignon é envolto em uma camada de massa folhada, juntamente com ingredientes como uma mistura de cogumelos e ervas, presunto ou foie gras. A massa é assada até dourar, resultando em um prato sofisticado conhecido como Bife Wellington.

Aproveitamento das sobras das carnes

Após fazer um prato incrível com cortes do filé mignon, caso tenha sobras de carne, é possível aproveitá-las para criar novas receitas – igualmente deliciosas e ainda evitando desperdícios. 

Escondidinho de filé mignon 

Corte o que sobrou de filé mignon em pequenas tiras e tempere com sal e pimenta – caso o corte já tenha sido bem temperado anteriormente, fique atento para evitar que fique muito salgado. Adicione cebola e tomate em uma panela e frite a carne com esses temperos. Reserve. 

Coloque mandioquinha, manteiga e creme de leite para cozinhar em uma panela até formar uma mistura homogênea. Lembre-se de temperar com sal e pimenta. Em um refratário, coloque uma camada de purê, outra de carne e finalize com mais uma de purê. 

Coloque queijo ralado por cima e leve ao forno por 10 minutos até dourar. Retire e sirva!

Omelete recheado

Se preferir uma opção mais rápida, é possível fazer um omelete recheado com temperos e a sobra de cortes de filé mignon. Desfie as sobras de filé mignon e misture com ovos, tomate, cebola e requeijão cremoso. 

Em uma frigideira, coloque um pouco de azeite de oliva, despeje a mistura de ovos, temperos e carne e deixe fritar até ter a consistência de um omelete. Depois, é só servir!

Cortes de filé mignon são uma excelente escolha para criar receitas únicas e super gostosas. Vale a pena investir nesse ingrediente para criar uma refeição que vai surpreender! 

Com essas dicas, sem dúvidas, você vai poder experimentar porções de filé mignon com diferentes sabores: é hora de ir para a cozinha e colocar a mão na massa!

Compartilhe

© Copyright • Frigorífico Arvoredo •
Política de privacidade • Dev by 2op