jun 04
Aprenda como fazer harmonização de carnes e vinhos

Aprenda como fazer harmonização de carnes e vinhos

Quem não gosta de um bom vinho? Essa bebida é bastante apreciada por homens e mulheres, especialmente durante o inverno. Ela consegue casar muito bem com carnes vermelhas e é possível encontrar o vinho certo para comer cada tipo de corte sem que um interfira no sabor do outro e assim, você possa aproveitar o seu jantar ao máximo.

Algumas características próprias das carnes vermelhas são ótimas para ajudar na escolha do vinho ideal: a maciez, a quantidade de gordura, a intensidade do sabor e claro, os acompanhamentos e como cada receita é preparada.

Quer saber como fazer harmonização de carnes e vinhos da forma correta? Então, confira as nossas dicas!

Filé Mignon

Possui uma baixa porcentagem de gordura e, por isso, não é indicada para preparar churrascos. Por ser uma carne magra, ela é excelente para preparar bifes, grelhados e também aquele strogonoff que todo mundo ama.

Aqui, cai bem os vinhos de uva Grenache que são tão suculentos quanto o próprio filé, intensificando o sabor do corte. É um vinho do tipo seco e deve ser consumido numa temperatura de 14 a 16°C.

Picanha

A campeã dos churrascos. Quando esse é o assunto, ninguém esquece de uma boa picanha. Ela possui uma camada generosa de gordura é, por isso, é mais macia que outros cortes. Para harmonizar com a carne, escolha um vinho com uma boa quantidade de taninos e que tenha uma acidez mais elevada. A bebida também vai bem com carnes com molhos de sabor mais intenso como o Pesto.

Costela

A costela suína costuma ser servida com algum tipo de molho e esse é um ponto para ser levado em consideração. Ela possui uma quantidade significativa de gordura e, normalmente, vem acompanhada de um molho adocicado, o barbecue. Nesse caso, os vinhos mais encorpados como Cabernet Sauvignon costuma ser bastante indicado.

Alcatra

É uma carne bastante consumida no formato de bifes, picadinhos ou refogada por ser um corte bastante macio. Como não estamos falando de uma carne magra, o vinho precisa ter um nível de acidez compatível. Quando a alcatra é temperada com ervas, o vinho da uva Carménère é um dos mais recomendados.

Contrafilé

Com textura suculenta, o contrafilé é um tipo de carne bastante consumido na forma de bifes. Tem também uma quantidade de gordura significativa. Por isso é muito importante encontrar o vinho mais adequado. Vinhos com uma boa quantidade de taninos costumam combinar com esse corte e compre os que oferecerem uma menor porcentagem de acidez.

Lagarto

Por ser uma carne fibrosa, porém, leve e com pouca gordura, a carne de lagarto precisa de um vinho com um elevado nível de acidez para que ele possa romper as fibras no momento da digestão. O ideal é um vinho menos encorpado e com pouca quantidade de taninos. No caso de o lagarto ser preparado cozido com outros molhos, o Cabernet Sauvignon acompanha muito bem.

Quer receber outras dicas para deixar a sua refeição muito mais saborosa? Então, assine a nossa newsletter!

Frigorífico Arvoredo

Frigorífico Arvoredo

O Frigorífico Arvoredo conta com uma linha completa de carnes saborosas, macias, suculentas e de qualidade para garantir a sua satisfação e oferecer o melhor a quem você ama.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *